Aluno da Escola de Inventor ganha ouro em Olimpíada de Física

 Garoto recebeu o troféu no Instituto Tecnológico de Aeronáutica do Brasil.

Matéria originalmente publicada na Revide.

O estudante Guilherme Machado, de 11 anos,  do Liceu Albert Sabin, foi premiado pela Olimpíada Paulista de Física 2015. O garoto recebeu a medalha de ouro no Instituto Tecnológico de Aeronáutica (ITA).

Guilherme Machado, que sonha em ser programador no futuro, diz que além da física adora matemática, astronomia e computação. Seu gosto é tamanho que o garoto já foi medalhista de prata na Olimpíada Brasileira de Astronomia, bronze na Olímpiada Brasileira de Robótica, além da participação na fase final da Olimpíada Paulista de Matemática na POLI (USP).

“Gosto de criar jogos, programar e sonho em levar isso para o futuro. Penso em criar diversos produtos e serviços destinados ao computador. Acredito que essa seja uma das tendências presentes que estarão a todo vapor nos próximos anos. Foi em pesquisas na internet que descobri um programa on-line para criar jogos. Aprendo muito por vídeos no Youtube e até programei robôs, o que adorei fazer. Com sete anos, iniciei meu curso em robótica e sei que nessa área vou errar, mas estarei atualizado”, prevê Guilherme.

Professor de Machado, João Camargo diz que o  aluno merece tamanha conquista, já que se esforçou para tal. “Ele foi o único aluno do ensino fundamental da região a realizar tamanha conquista”.

Olímpiada Paulista de Física

A Olimpíada Paulista de Física (OPF) é um programa da Associação Paulista de Professores de Física (APROFI) que se destina a estimular o ensino, o estudo e a pesquisa da Física; divulgar e valorizar a profissão do físico e do professor de Física; aprofundar a relação entre o ensino fundamental, médio e superior; e identificar estudantes talentosos e estimulá-los ao aprimoramento contínuo em ciência e tecnologia.

A OPF destina-se a estudantes do ensino básico (fundamental e médio) regularmente matriculados em escolas municipais, estaduais, federais ou particulares, sem limite de idade. Para chegar no título é necessário que a pessoa se classifique na fase regional, para, então, competir na fase estadual em busca do reconhecimento.
Foto: Ibraim Leão

Próximo postRead more articles

Deixe uma resposta