Consultoria Espaços Makers: Conheça duas formas de ajudar os alunos a lidarem com o fracasso

Consultoria Espaços Makers: Conheça duas formas de ajudar os alunos a lidarem com o fracasso

Durante o processo de aprendizagem da Escola de Inventor o aluno (a) também aprende com os seus erros. Por meio dos projetos que envolvem os métodos ativos de aprendizagem, algumas ferramentas e técnicas motivacionais fazem muita diferença para ajudar seu filho a lidar com o fracasso.

Scrum para ajudar seu filho a lidar com o fracasso

A coordenadora da Escola de Inventor, Lívia Roveri explica que uma das formas de ensinar os alunos a lidar com o fracasso é dar ferramentas para que eles possam desenvolver seus projetos com maior precisão.

“Usamos a técnica do Scrum na Escola de Inventor. Essa ferramenta é usada para desenvolvimento de projetos, incluindo prototipagem. O aluno (a) precisa anotar tudo o que ele faz em cada fase do projeto, para que quando algo sair errado ele possa avaliar o que foi feito naquela etapa e tentar algo diferente na próxima”, explica Livia.

Segundo ela, usar o Scrum é muito importante para o aluno (a) não sentir a insegurança ao fracassar. “Quando os alunos se frustram eles tendem a esquecer o que fizeram, os detalhes e o scrum auxilia não deixar que isso ocorra, para que ele possa tentar de novo logo após fracassar”, argumenta Livia.

Psicológico também é trabalhado

Durante os projetos, os professores reforçam a ideia de que fracassar faz parte do processo de aprendizado. “Esse incentivo reforça a autoestima do aluno (a), porque ele precisa ter em mente que não tentar é o primeiro fracasso. Como trabalhamos com protótipos, essa é a fase dos erros e fracassos, fazer com que o aluno seja capaz de construir e inventar com esses pensamentos em mente ajuda bastante com que ele lide com os erros do projeto frustrando-se menos”, explica Livia.

Fracasso ajuda a evoluir

Outro ponto importante trabalhado com os alunos é enfatizar que a cada fracasso é preciso evoluir. “O fracasso é uma forma de aprendizado, na qual o aluno irá se superar sempre que algo der errado em seu projeto, ou no desafio que lhe foi proposto”, finaliza Lívia.

No que acreditamos:

A Escola de Inventor acredita que é preciso aprofundar o ensino e  a aprendizagem de ciências, matemática e leitura, por meio do ensino por investigação e da educação mão na massa no ensino fundamental.

 O que fazemos:

Desenvolvemos e aplicamos conteúdos STEAM – Science, Technology, Engineering, Arts & Math – para alunos dos anos iniciais e finais do ensino fundamental.

Nosso principal objetivo é contribuir com a elevação do desempenho dos alunos brasileiros no PISA – Programme for International Student Assessment.

Para isso, atuamos na aproximação entre centros educacionais, centros de pesquisa, desenvolvimento e inovação e a indústria.

Acreditamos que esse é o melhor caminho para o desenvolvimento e crescimento sustentável do Brasil a médio e longo prazo.

Nossos cursos e oficinas já formaram mais de 300 professores em todo o país e atenderam mais de 8.000 alunos com nossos cursos e oficinas STEAM & Maker.

 Leve a Cultura Maker para sua escola:

Podemos ajudar a inserir a Cultura Maker dentro do currículo da sua escola, por meio de formações, conteúdos e kits de aplicação fornecidos em nossa solução educacional: Consultoria Espaços Makers.

Vamos inventar juntos?

Caso queira saber mais detalhes clique aqui, ou ligue (16) 3442-4442 e fale com um de nossos consultores.

Escola de Inventor – Cursos inovadores que preparam para os desafios do amanhã!

Deixe uma resposta

Fechar Menu